Celulares

Motorola One Vision é bom? Veja os prós e contras desse smartphone!

Na hora de comprar um novo celular, sempre bate certa insegurança, principalmente com tantos modelos disponíveis, não é? Por isso, buscar se informar e analisar os prós e contras de cada produto é essencial. Uma dúvida de muitos consumidores é se o Motorola One Vision é bom.

Ele é o segundo smartphone da linha One da Motorola e, embora já tenha certo tempo no mercado brasileiro, o aparelho ainda conta com configurações atuais e muito interessantes. Para lhe ajudar na sua escolha, montamos este conteúdo completo com todas as dicas e orientações para entender se o Motorola One Vision é bom, confira!

Resumo dos principais pontos

Em resumo, podemos citar como pontos positivos do Motorola One Vision:

  • câmera traseira de 48 MP e Night Vision;
  • Android One;
  • recarga turbo de apenas 15 minutos;
  • tela 21:9 com resolução Full HD;
  • design agradável e confortável para o manuseio;
  • capacidade de armazenamento de 128 GB.

Em resumo, os pontos negativos do Motorola One Vision são:

  • mais pesado que os demais concorrentes;
  • não apresenta resistência contra água ou poeira;
  • a câmera traseira apresenta desnível (que exige mais cuidados do usuário);
  • duração da bateria é menor que dos concorrentes.

Motorola One Vision é bom? Prós e contras do smartphone

motorola one vision é bom

Para entender se o Motorola One Vision é bom, a dica é sempre conferir os prós e contras do aparelho – e encontrar aquele que melhor atenda às suas necessidades. Nós testamos esse smartphone e abaixo estão as nossas considerações.

Prós

O Motorola One Vision conta com uma série de pontos positivos – tanto que, até hoje, esse é um dos destaques da marca, além de ser um dos celulares mais bonitos do mercado, com um design lindíssimo.

Câmera traseira com Night Vision

Para quem adora fotografar e filmar, sem dúvida esse é um ponto positivo de destaque. A câmera traseira do One Vision tem 48 MP, sensor Quad Pixel (com mais sensibilidade à luz), recursos de inteligência artificial, leitor nativo de códigos de barras e QR, estabilização ótica e abertura de f/1.7. Outro destaque é a câmera auxiliar de 5 MP que ajuda no efeito bokeh (fundo desfocado).

Além disso, o One Vision é equipado com o modo Night Vision (exclusivo do modelo). Ele deve ser usado nas situações de pouca luminosidade ajudando a detalhar melhor as imagens escuras, deixando as cores das fotos mais vibrantes e ainda potencializando a claridade ambiente.

A câmera frontal é de 25 MP, com abertura f/2.0, selfie em grupo, modo retrato e detector de sorrisos.

Há algum tempo a Motorola não investia pesado em uma câmera realmente boa e o One Vision veio suprir essa demanda. A câmera traseira é, sem dúvida, uma das melhores da categoria.

Android One

O One Vision vem de fábrica com o Android 9.0 (Pie), com atualização para o Android 10 (Q) e Android R. O que gostamos é o fato da Motorola trazer um Android limpo, sem muitas modificações e apenas com aplicativos essenciais para o seu funcionamento – o que, segundo a fabricante, também deve ocorrer nas atualizações.

Além do pacote padrão Google, o One Vision vem de fábrica com os softwares App Box, a ferramenta Dolby Audio e o tradicional app Moto, além do recurso Tela Interativa (mostra o relógio e as notificações mesmo com o aparelho em standby).

Recarga Turbo

Assim como outros da linha One, esse smartphone também conta com a Recarga TurboPower de 15 W. Ou seja, em 15 minutos de recarga, o aparelho consegue ter 7 horas de autonomia de uso.

A Motorola explica que esse tipo de carregamento garante a vida útil mais longeva da bateria, pois consegue monitorar a integridade da bateria, ajustando a quantidade de carga disponibilizada em cada etapa. Outro ponto garantido é o gerenciamento térmico, evitando a desaceleração de carga devido ao calor e mantendo a taxa de carregamento rápida e estável.

Tela 21:9

O Motorola One Vision tem tela Full HD de 6,3 polegadas e formato 21:9, que é mais alongado que os demais celulares. Isso traz mais facilidade ao usuário na hora de visualizar imagens, textos e vídeos, além de ser um destaque importante para quem usa o celular para jogar, evitando problemas com os comandos.

Comparando com a versão anterior, o Motorola One, houve um avanço significativo, já que o anterior contava apenas com uma tela HD. Além da melhora na definição, também houve mudanças no brilho, permitindo enxergar o conteúdo do display mesmo sob a luz do sol.

Design

O design é sem dúvida um dos principais pontos de destaque do One Vision, especialmente quando comparado a outros modelos da própria Motorola. Nele, não há aquele “calombo” central para as câmeras, apenas um furo mais discreto.

Outro ponto interessante é a traseira com curvas laterais e centro plano, o que facilita na hora de pegar e manusear o aparelho, tornando-o muito mais confortável, cabendo perfeitamente na mão.

Em relação à câmera frontal, a Motorola investiu em um design diferenciado, colocando-a em um furinho no canto superior esquerdo. Ele não é tão discreto quanto o Galaxy S10 (por isso a barra de status também acaba sendo maior que o normal), mas não é nada que não dê para se acostumar.

Capacidade de armazenamento

Outro destaque importante do Motorola One Vision é a capacidade de armazenamento de 128 GB (o dobro dos 64 GB da maioria dos celulares lançados pela mesma faixa de preço). É claro que existe a possibilidade de instalação de um cartão de memória.

Contras

Contudo, o Motorola One Vision também possui alguns pontos negativos. Vamos ver em detalhes.

Peso

Quando comparamos o One Vision a outros concorrentes na mesma faixa de preço, ele acaba pesando mais. O Motorola One Vision pesa 181 gramas, contra 166 gramas do Galaxy A50 e 155 gramas do Xiaomi Mi 9 SE. Embora a diferença não seja tão grande, pode incomodar quem passa várias horas usando o aparelho.

Resistência contra água

É importante que o usuário proteja o seu celular com película e capa, porque o aparelho não possui proteção interna contra água ou poeira. Então, evite expor o seu smartphone a situações em que ele possa ter contato com sujeira ou com água.

Desnível da câmera traseira

Esse é outro detalhe que o usuário deve ter atenção redobrada, porque a câmera em desnível acaba mais sujeita à danos. Essa câmera mais exposta é bastante comum da marca e já apareceu em outros modelos como o Moto G6, o Moto G7 e o Moto Z3.

Bateria

A bateria é um ponto que causa muita insatisfação nos usuários (e sempre aparece no review dos clientes como um ponto negativo). Ainda que a marca ofereça o sistema de recarga turbo e o aparelho tenha certa autonomia, a sensação é de que, pelo preço, a bateria poderia ser melhor.

Quando comparamos com outros concorrentes, a sensação fica mais acentuada, como o Galaxy A50 que tem uma bateria maior (de 4.000 mAh contra 3.500 mAh do One Vision) e, consequentemente, uma duração maior.

Para quem o Motorola One Vision é indicado?

O Motorola One Vision é um bom celular para o usuário intermediário. Com seu processador Exynos 9609 (octa-core de até 2,2 GHZ), de fabricação da Samsung, junto da sua memória RAM de 4GB, ele consegue rodar com tranquilidade a maioria dos aplicativos atuais e até consegue executar jogos mais complexos, sem travar.

Além disso, conta com uma câmera traseira potente e com vários elementos de destaque como o Quad Pixel (que oferece melhor desempenho em baixa luz e em HDR) e o Night Vision, que oferece ainda mais qualidade nas fotos noturnas ou em locais com pouca luminosidade, lembrando que esse é um dos primeiros intermediários a trazer a tecnologia.

O único entrave é a bateria. Por isso, se você é um usuário mais “hard”, que utiliza o smartphone por várias horas e com diferentes aplicações ao mesmo tempo, talvez esse não seja o aparelho ideal para você.

Raio-X do Motorola One Vision: funcionalidades e especificações

Além da nossa análise, para saber se o Motorola One Vision é bom, vale a pena conferir as especificações técnicas, não é? Confira:

  • lançamento: maio de 2019;
  • tela: 6.3 polegadas;
  • resolução da tela: 1080 x 2520 pixels (Full HD);
  • processador: Exynos 9609 Octa-Core 2.2 GHz;
  • memória RAM: 4 GB;
  • armazenamento: 128 GB;
  • cartão de memória: sim;
  • câmera traseira: sensor 48 MP (Quad Pixel) + 5 MP com Night Vision;
  • câmera frontal: 25 MP (Quad Pixel);
  • sistema operacional: Android 9.0 Pie;
  • cores: azul safira e bronze;
  • dimensões e peso: 160.1 mm x 71.2 mm x 8.7 mm; 181 gramas.

Preço

Quando foi lançado, o Motorola One Vision custava R$ 1999. Hoje é possível encontrá-lo por bem menos!

Review dos usuários

De forma geral, a avaliação dos usuários é bastante positiva do Motorola One Vision, destacando as atualizações de segurança, o bom desempenho do processador e o bom custo-benefício.

Contudo, muitos usuários destacam negativamente a baixa autonomia da bateria e também algumas dificuldades enfrentadas com o touch screen – que acaba sendo mais lerdo que outros aparelhos concorrentes. Alguns usuários também enfrentaram dificuldades com o GPS, com sinal instável e dificuldades para usar aplicativos como o Waze.

Afinal, Motorola One Vision é bom?

Depois de ler toda essa análise, você deve estar se questionando se, afinal de contas, o Motorola One Vision é bom, certo? Tudo depende do que você deseja e dos usos que fará do seu smartphone.

De uma maneira geral, para um celular intermediário, o Motorola One Vision é bom, pois apresenta algumas características marcantes. Quando comparado com outros modelos da própria marca, como o Moto G7 plus, o One Vision apresenta melhor desempenho, mais armazenamento e uma tela em formato diferente. Contudo, apresenta menor autonomia da bateria e qualidade de áudio.

Se formos comparar com outros concorrentes, como Samsung A50, eles se tornam bastante próximos, talvez com o Samsung apresentando telas e câmeras ligeiramente melhores, enquanto o One Vision apresenta maior armazenamento.

Durante o uso, esse é um smartphone com bom desempenho, não trava e não é lento na hora de trocar entre aplicativos ou abrir notificações. Os jogos mais leves rodam tranquilamente.

O principal destaque é a câmera traseira, importante avanço da Motorola quando comparado a outros modelos anteriores – e capaz de agradar bastante os amantes da fotografia. Apesar de outros concorrentes terem versões de câmeras superiores, o One Vision não fica muito atrás e ainda conta com o Night Vision.

Outro ponto bem interessante comparado com os demais concorrentes é a tela de 21:9, que permite boa usabilidade, tornando mais fácil digitar com apenas uma mão e mexer nas notificações. O design do celular também favorece o uso, sendo confortável nas mãos.

Porém, um ponto que deixa bastante a desejar é a bateria. Para quem usa o aparelho bastante, pode ser complicado, sendo quase impossível deixá-lo um dia todo fora da tomada. Então, se você assiste muitos vídeos, gosta de fotografar bastante ou usa o celular de maneira intensa, talvez seja melhor optar por outros modelos concorrentes na mesma faixa de preço.

Mas, se esse não é um problema para você, então o Motorola One Vision é bom, principalmente agora que está com os preços mais baixos, sendo um excelente intermediário. Porém, para usuários mais exigentes, talvez seja mais interessante conferir o lançamento da Motorola, o One Action, ou outros concorrentes como o Redmi Note 7 da Xiaomi e o Galaxy A50.

Depois de ler nossa análise, você já sabe se o Motorola One Vision é bom para você? Ajude seus amigos: compartilhe esse review nas suas redes sociais!    

Veja outros conteúdos sobre o assunto:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *