Casa

Dicas para dimensionar o disjuntor para ar-condicionado e instalar o aparelho!

O disjuntor para ar-condicionado é um item obrigatório na instalação do aparelho. O disjuntor é um dispositivo eletromecânico que funciona protegendo as instalações elétricas. Então, quando uma corrente passa pelo disjuntor e ultrapassa o seu valor nominal, o dispositivo interrompe o circuito e impede o fornecimento de energia para as cargas do circuito, evitando que ele se danifique e que haja falhas elétricas e curto-circuito.

Apesar de fundamental, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como dimensionar e porque usar o disjuntor para ar-condicionado. Esse é o seu caso? Então siga conosco!

Como escolher o disjuntor para ar-condicionado?

Tão importante quanto escolher a melhor marca de ar-condicionado é optar pelo disjuntor correto. Afinal, o disjuntor para ar-condicionado deve ser escolhido de acordo com a potência do aparelho. Cada disjuntor possui uma amperagem, que é definida de acordo com a potência do eletrodoméstico a ser ligado.

Então, sempre confira a indicação do fabricante do ar-condicionado sobre a amperagem necessária para o disjuntor. Essa informação costuma estar presente no manual ou na etiqueta da condensadora.

De forma geral, um ar-condicionado de 9 mil BTUs precisará de disjuntores entre 10 a 15 A e já um modelo mais robusto, de 18 mil BTUs, precisará de um disjuntor de 20 A.

Você também consegue encontrar tabelas prontas na internet que relacionam a corrente nominal de acordo com a potência do eletrodoméstico a ser ligado. Caso o fabricante do seu ar-condicionado não indique no manual a corrente elétrica consumida pelo aparelho, você precisará fazer o cálculo usando a potência elétrica.

Cálculo

Para fazer esse cálculo, é preciso entender, primeiro, que potência elétrica (medida em Watts) é diferente da potência de refrigeração (medida em BTUs). Então, não use a potência de refrigeração para dimensionar os cabos e disjuntores.

Essa diferença ocorre, porque cada aparelho utiliza tecnologias próprias para transformar energia elétrica em energia de refrigeração. Para exemplificar, usaremos um ar-condicionado Split Inverter de 11 mil BTUs, com 1200 W e uma tensão de alimentação de 220V. Vamos ao passo a passo do cálculo:

  • encontre a corrente elétrica do ar-condicionado, dividindo a potência elétrica pela tensão elétrica. Assim, você descobrirá o valor nominal da corrente elétrica do ar-condicionado (neste caso: 1200W/ 220V = 5,45A);
  • multiplique o valor nominal da corrente elétrica do ar-condicionado pelo fator de serviço (1,25). O fator de serviço é a margem de segurança para que o disjuntor não desarme e seccione o circuito enquanto o ar-condicionado estiver em funcionamento (neste caso: 5,45 x 1,25 = 6,81A).

Então, pelo nosso exemplo, a corrente elétrica usada como referência para dimensionar o disjuntor para ar-condicionado é de 6,81A. Mas, além dessa informação, você deverá conhecer as curvas do disjuntor. Em geral, para ar-condicionado, é usado o disjuntor de curva C.

No nosso exemplo, o disjuntor ideal seria aquele com a corrente mais próxima da corrente de referência. A maioria das tabelas, no entanto, não conta com disjuntor de 6,18A, por isso, a dica é selecionar um disjuntor com o valor de corrente acima do valor de referência, ou seja, maior que 6,18A – que seria o de 10A, com curva C.

Os disjuntores com dois polos curva C são encontrados nas opções: 2A, 4A, 5A, 10A, 16A, 20A, 25A, 32A, 40A, 50A e 63A.

Fiação elétrica

Além do disjuntor para ar-condicionado, também é preciso atentar ao uso da bitola correta, ou seja, o diâmetro do fio elétrico que conduz a energia do disjuntor até o aparelho. A dimensão dependerá da quantidade de corrente elétrica que ele conduz, que é influenciada pela capacidade térmica do ar-condicionado.

Para aparelhos de 220V, você pode usar a seguinte tabela:

  • 9 mil BTUs: 2,5 mm²;
  • 10 mil BTUs: 2,5 mm²;
  • 12 mil BTUs: 2,5 mm²;
  • 15 mil BTUs: 2,5 mm²;
  • 18 mil BTUs: 2,5 mm²;
  • 21 mil BTUs: 4 mm²;
  • 30 mil BTUs: 6 mm².

Outros cuidados

Além da escolha correta do disjuntor para ar-condicionado, é importante lembrar que a maioria dos modelos split apenas podem ser instalados em redes bifásicas ou trifásicas, pois ainda são poucos os modelos de 110V.

Isso significa que, caso a sua residência seja monofásica (110V), você precisará solicitar junto à concessionária de energia elétrica da sua cidade a liberação de uma rede extra, o que tornará a sua casa bifásica (220V).

Somente após essa liberação é que você deverá contratar um eletricista para fazer o preparo para sua rede elétrica suportar o ar-condicionado. E, na sequência, você poderá acionar o técnico de climatização.

Atenção! A potência do ar-condicionado também influencia no tipo de rede utilizada. A maioria dos equipamentos com até 30 mil BTUs podem ser ligados em rede bifásica. Mas, potências superiores a esse valor exigem o uso de uma rede trifásica (380V).

Por que usar um disjuntor para ar-condicionado?

Usar um disjuntor com amperagem correta é imprescindível para a segurança de todos os moradores do local. Se você precisa de um disjuntor de 20A, mas usar um de 10A, por exemplo, o ar-condicionado “puxará” os 20A da instalação, que está dimensionada para 10A, o que pode aquecer excessivamente e causar um incêndio.

Lembre-se que, como um ar-condicionado tem um consumo alto de energia elétrica, ele precisa de um disjuntor exclusivo, que garanta a seletividade e a segurança dos circuitos elétricos.

Assim, quando uma falha acontecer na corrente elétrica, o disjuntor (de amperagem correta) desarmará automaticamente, evitando falhas e um curto-circuito que, por sua vez, pode iniciar um incêndio.

Além disso, o disjuntor é um aliado para prolongar a vida útil do seu ar-condicionado. Evitando que as suas peças sofram danos elétricos.

Outra dica importante é que cada ar-condicionado de casa deve ter um disjuntor exclusivo! A segmentação por eletrodomésticos e ambientes é fundamental para proteger o circuito elétrico do seu imóvel.

Quem se lembra do incêndio ocorrido no Ninho do Urubu, base do Flamengo em 2019? A perícia constatou que a fatalidade ocorreu justamente por problemas nos disjuntores, que não eram de amperagem adequada!

Cuidado com as irregularidades

técnico instalando ar-condicionado, atento à escolha do disjuntor para ar-condicionado

Embora essas sejam as indicações, nem todos os técnicos respeitam as normas e podem fazer instalações erradas, que comprometem a durabilidade do seu ar-condicionado e a segurança da sua família. Infelizmente, ainda é comum que alguns profissionais coloquem dois ou mais aparelhos em apenas um disjuntor, elevando a amperagem do dispositivo.

Também existem aqueles que não usam disjuntor na instalação, comprometendo a vida útil do aparelho, que ficará desprotegido no circuito. Por isso, estar bem informado é essencial, assim como contar com bons profissionais tanto para a parte elétrica como para a instalação do seu ar-condicionado.

Se você mora em um local que não tem condições de receber um ar-condicionado, devido a falta de instalação elétrica ou quando não se pode alterar a fachada, por exemplo, a dica é investir no ar-condicionado portátil, que é mais simples e também consegue refrigerar o ambiente.

Agora você já sabe tudo sobre disjuntor para ar-condicionado? Não tem certeza se o ar-condicionado é o aparelho ideal para sua casa? Leia o nosso conteúdo e descubra qual é o melhor climatizador de ar!